Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

queremlaver

contactoclaudiaoliveira@gmail.com

contactoclaudiaoliveira@gmail.com

EXTRAS A UMA SEXTA FEIRA

 

 

 

 

Recebi mensagens tão simpáticas no vídeo de ontem, aqui e no instastories, acordei de sorriso no rosto. Esperava receber boa energia, mas superou todas as minhas expectativas. Fico muito contente. Estudar é realmente uma escolha e vai alterar a rotina da minha família. Ansiosa e apreensiva com as mudanças espero de facto conseguir triunfar e alcançar os meus objectivos. Acredito que vou conseguir apesar de alguns pensamentos normais nesta altura. Mas antes vou de férias. Aquela fase da vida em que os pais não descansam assim tanto e acabam por pedir férias das férias.

 

 A m-M recomendou este cantinho na sua lista de blogues a seguir (obrigada!). Acabei por descobrir novos cantinhos inspiradores para ler. Foi realmente serviço público. 

 

Há cerca de duas semanas emprestei um livro a uma colega que não lia nada há bastante tempo. Hoje disse-me que está a gostar imenso da história. "O Castelo de Vidro", um livro que super recomendo, para além disso está quase a sair o filme. Se querem um livro que vos prenda este é o livro certo. Vale a pena dar uma oportunidade. 

 

Na reunião desta manhã fomos informados do sucesso e dos objectivos alcançados. É bom pertencer a um grupo de sucesso, sobretudo porque andei com algumas dúvidas em relação ao meu desempenho. Desta forma, senti-me mais segura e motivada. Todos erramos, vejo isso todos os dias e deixei de sentir os meus erros como falhas irreparáveis e únicas. Até os melhores, os mais perfeitos. Posso fazer melhor, tudo farei para conseguir tornar mais organizado e positivo o meu trabalho. Sem deixar-me afectar por atitudes de arrogância. Seja um revirar os olhos no momento de uma pergunta inocente ou um erro. A minha humildade não diminui, nem o meu tom de voz sobe. As más atitudes ficam para quem as pratica. Foi esta a frase que repeti durante meia hora para afastar as más energias. E repito sempre que necessário. Eu sabia que vinham boas novas. Cá estão.

 

Ontem no final do dia recebi uma mensagem de alguém a lamentar certas atitudes de terceiros. Aconselhei a pessoa a focar-se nela. Tem tudo a ver com isso. Quando estamos mais preocupados com quem amamos ou com aquilo que fazemos nunca reparamos no que é secundário. Não vamos desperdiçar energia com aquilo que nos faz mal, não é verdade? Afastem os pensamentos, não batem na mesma tecla, façam algo que gostem ou esperem pelo dia seguinte com calma. Claro que por vez sou atingida por atitudes dos outros (vivemos em sociedade), mas logo liberto-me dessa preocupação. Pergunto-me, o que me preocupa realmente? Isto, isto e isto. Ok, certo. Não vou preocupar-me mais, amanhã penso nisso. Funciona, prometo. 

 

Começar o fim de semana da melhor forma. 

NOVOS VENTOS DE CONFIANÇA

 

Estive a gravar o primeiro vídeo sobre a nova fase que se avizinha. Sou a primeira a defender que o canal deve ser o espelho da nossa personalidade e precisa estar de acordo com os nossos gostos. Assim como o nosso blog/site. Concordam? Seguramente que os meus vídeos preferidos são sobre livros (novidades?), organização, minimalismo, culinária e decoração. Temas mais próximos de quem grava e vê. Adoro ver vlogs diários, com dicas e vidas reais.

 

Hoje recebi o resumo das visualizações dos meus vídeos. No resumo consigo perceber quais são os vídeos mais apreciados a longo prazo pelos seguidores do meu canal/blog. Sem dúvida que os subscritores procuram conteúdo diferente e conversas intimistas. Eu mesmo adoro ver vídeos desse género. Alguns vídeos continuam a ser os mais vistos apesar de terem sido gravados há um ano, dois meses ou na semana passada. Alguns vídeos perduram devidos aos temas. Acho isso maravilhoso. 

 

Este post é só para vos dizer que estou mega entusiasmada com os vídeos novos que pretendo preparar. Tive algumas dúvidas, mas acabei por conversar com outras pessoas que super apoiaram esta ideia. No inicio vão estranhar, afinal sempre foquei muito nos livros (excepto no VEDA), mas se o conteúdo for feito de forma genuína também aproxima. Os vídeos sobre leituras vão deixar de ser tão frequentes porque o meu foco vai mudar bastante. Mas claro, já estou a pensar em várias alternativas para não deixar o meu cantinho parado. Setembro traz novidades, novos ventos e um recomeço necessário. Estás a sentir?

 

O objectivo dos vídeos? Incentivar quem quer estudar mas deixa para o ano seguinte; partilhar a minha experiência como mãe, trabalhadora e estudante; mostrar a renovação do meu espaço de estudo e lazer (adoro!!!). São motivos suficientes? Espero que sim!

 

Estou de facto empolgada, só espero continuar assim e não desistir apesar dos obstáculos. É para começar e terminar, fica aqui registado. Confiança. Alegria e perseverança. 

Incentiva alguém

 

Quando alguém começa uma dieta, uma pequena mudança, começa a ouvir várias frases. É tiro e queda: "não precisas", "deixar de comer, para quê?", "uma sopa?credo", "tens de comer um bocado de tudo", "uma chocolatinho não faz mal". Normalmente isso vem de pessoas sem iniciativa, algumas até precisam de emagrecer mas dizem "estou bem assim, adoro o meu corpo". Até podem adorar o seu corpo, até podem ser muito felizes com o seu corpo, mas a saúde vem sempre em primeiro lugar. E ninguém é saudável a longo prazo com uma alimentação pouco cuidada.  Hoje uma colega minha vinha toda entusiasmada com um novo plano alimentar, a primeira coisa que ouviu de outro colega foi: "eu não conseguia só comer isso, deixar de comer não é solução". Gente! Não é deixar de comer, é comer com moderação, deixar os maus hábitos, escolher fruta e legumes. Se tu não consegues, deixa os outros tentarem. Aliás, deixem os outros comerem aquilo que querem. Eu fui a única que a incentivou: expliquei-lhe que as dietas têm um problema porque são a curto prazo, que a ideia é ela transformar a dieta em hábitos saudáveis a longo prazo. Comer muitos legumes e fruta não é um problema. E os legumes não são caros como ela pensa que são. Depois mostrei um livro de uma nutricionista que anda sempre comigo para ela ter algumas ideias. E o melhor conselho de todos: bebe muita água. Às vezes pensamos que temos fome, mas é apenas sede. Não é mais fácil ter alguém a incentivar e mostrar novas ideias em vez de oferecer palavras desmotivadoras? As palavras são uma arma muito poderosa

As pessoas poupadas são menos felizes?

 

 

 

Passeios com o marido e filhos. Visitas à avó e uma visita à terra que me viu nascer. Pão quentinho a sair do forno. Jogar à bola, dançar em frente ao espelho. Bebidas quentes com os pés debaixo das mantas. Abraços e olhares cúmplices. Um caderno novo pronto para escrever. Uma camisola de lã para usar na semana seguinte. O cheiro a roupa lavada pela manhã. Mais um dia sem internet, até me esqueci do telemóvel em casa. Avançar as leituras, avançar nas series. Um croassaint fora de casa, bolachas de cacau na minha cozinha pelas mãos dos miúdos que adoram agarrar na massa. O sorriso deles quando as bolachas sairam do forno. Os amigos no meu sofá. Um copo de vinho enquanto os legumes estão no forno. A lista de compras riscada pelo filho mais velho que ajudou a colocar as compras no cesto. Uma boca suja de chocolate com o cheio de café no ar. O sofá da avó, um convite para almoçar. Não vivo menos sem internet, nem pelo facto de ser poupada. Vivo de outra forma.