Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

queremlaver

contactoclaudiaoliveira@gmail.com

contactoclaudiaoliveira@gmail.com

CONCLUSÃO | ZERO FORA DE CASA

 

Na quinta adoeci e acabei com gripe e enfiada na cama. Ainda não estou totalmente recuperada, assim que o efeito dos comprimidos começa a passar sinto-me fraca e esquisita. Foi uma semana mais curta e menos consumista. Felimente já tinha vários medicamentos cá em casa (dentro do prazo, de preferência). Conclusão, comi fora uma vez e gastei cerca de 6 euros. Também comprei o Expresso por causa do livro grátis do Eça de Queirós. 

 

Foram duas semanas de poupança. Não cedi a nenhuma promoção e não me custou nada. Estou mais do que satifeita porque se tudo correr bem vou terminar o final do mês com mais 200€ na poupança. 

 

 

saldo da primeira semana: 10€ em comida fora de casa | 47.10€ livros, cinema e roupa da minha filha | 57.10€ gastos no total 

saldo da segunda semana: 6€ em comida fora de casa | 3,50 jornal | 9,50€ gastos no total

 

 

Dica: tenha em mente sempre o seu grande objetivo

 

Gostaram deste desafio? Querem mais?

SEMANA ZERO FORA DE CASA | SEXTA E FIM DE SEMANA

 

Sexta, comidinha na marmita. Almoço incluído. Jantar idem idem aspas aspas. Muito satisfeita porque este desafio deu-me a convicção de largar a preguiça e meter as mãos a trabalhar. Compensou uns euros de poupança. Desde sexta feira gastei cerca de 20€ numa ida ao cinema, lanche, jantar e umas pinturas faciais. Infelizmente não tenho aquele cartão de desconto num bilhete de cinema, a única forma que eu tenho de obter o bilhete grátis é usar o cartão de crédito, mas prefiro não usar o cartão de crédito e pagar o bilhete. Para quem não sabe o cartão de crédito do Millennium oferece um bilhete na compra de dois. Fui ver It, não comi pipocas nem porcarias do género, mas lanchei antes na Padaria Portuguesa e jantei depois. Fui a várias lojas mas não gastei um cêntimo apesar de uns sapatos terem ficado na minha cabeça. 

 

Melhorei significativamente os gastos fora de casa em relação às refeições no pronto a comer. Zero vezes. Nem na escola. Palmas. Vamos para mais uma semana. Preciso verdadeiramente de criar um hábito, nada melhor do que dia após dia até entranhar. Sabias que para criar um hábito precisas de 21 dias? Para além disso estou decidida a poupar 200€ este mês. E quando meto algo na cabeça...

 

1º dia: zero cêntimos gastos

2º dia: 15.10€  gastos | 7.16€ ganhos em talão | diferença 7.94€

3º dia: 22€ gastos | 9€ ganhos em talão | diferença 13€

4º dia: zero cêntimos gastos

5º,6º e 7º dia: 20€ gastos

 

saldo da primeira semana: 10€ em comida fora de casa | 47.10€ livros, cinema e roupa da minha filha | 57.10€ gastos no total 

 

Aposto que a próxima semana será muito melhor. 

SEMANA ZERO FORA DE CASA | TERCEIRO E QUARTO DIA

 

Na quarta feira bebi um batido antes de sair de casa. Levei uma pêra e uma sandes para o pequeno almoço no escritório. Almocei massa recheada com tomate, atum e muita salada. Ao jantar comi uma massada no forno e um vinho rosé frissante. Como tenho ficado muito saciada, não tenho lanchado. Bebo sempre o café no escritório. Os meus horários para as refeições têm sido sempre os mesmos: 7:30/10:00/13:30/18:30.

 

O meu marido ofereceu-me o último livro do Dan Brown . Tinha perguntado ao seguidores do meu canalblog se gostavam de ver uma opinião e há muita gente interessada. Para além disso, também estou curiosa. Já estou a ler. Poupei na compra 20€. Fui comprar uma roupa para a Francisca e recebi um talão de desconto em cartão no valor de 6.20€. Também ganhei 10% de desconto em cartão nas compras do supermercado. Tenho cerca de 10€ para descontar nas próximas compras. As compras para os meus filhos não contam para este desafio mas estou a anotar da mesma forma. 

 

Também decidi abater os valores da fatura da água, para não passar as datas limites. Por cada fatura paga após a data há um custo de 3.75€. Ou seja, por ano é uma despesa de 45€. Chega! Agora as minhas faturas da água são pagas dentro dos prazos. Acabou-se as cartas de aviso e esta despesa desnecessária. 

 

No final da noite a ideia era comer pipocas enquanto víamos um filme de animação com os miúdos. Mas quando fui despejar o lixo vi um homem bêbado imóvel no passeio. Liguei para o 112 (ninguém atendeu), liguei para os bombeiros (ninguém atendeu). O meu marido acabou por ir falar com ele, levou-o a casa. Foi uma situação triste. Ele começou a falar em suicídio, mostrou o lugar miserável onde vive, e contou um pouco da sua história. Estas situações mexem comigo, a história não me sai da cabeça. O final da noite acabou ser diferente de tudo o que estava à espera. 

 

Na quinta feira estive com os meus filhos o dia inteiro. O meu marido teve de ir trabalhar. Portanto, não houve despesas fora de casa. Só muitos brinquedos para arrumar. Só consegui ter a casa organizada quando o meu marido chegou e os levou a comer um gelado. São nestes bocadinhos em que aproveito para organizar as refeições e roupa para os miúdos.  Sinceramente não me preocupo muito em ter tudo no lugar quando eles estão em casa. A casa é para viver. 

 

Estou a ponderar alargar o desafio para a próxima semana.

 

1º dia: zero cêntimos gastos

2º dia: 15.10€  gastos | 7.16€ ganhos em talão | diferença 7.94€

3º dia: 22€ gastos | 9€ ganhos em talão | diferença 13€

4º dia: zero cêntimos gastos

 

Dica do dia: pague as faturas dentros dos prazos para não ter custos adicionais

SEMANA ZERO FORA DE CASA | SEGUNDO DIA

 

Pequeno almoço na marmita depois do primeiro pequeno almoço em casa. Levei uvas e iogurte. Durante o almoço ia fazer uma salada de atum, mas acabei por fazer massa italiana recheada de tomate com muita salada. Não lanchei, não senti necessidade. O doce do dia foi um quadrado de chocolate. Bebi sempre café no emprego. Quase caí na tentação de ir à cantina da escola mas resisti. A banana dentro da mala salvou-me. Não tinha fome, era apenas gula. Antes do curso comi uma sopa de feijão e estava bem. Antes de dormir comi cereais biológicos de aveia com leite vegetal. Não fui ao supermercado, nem comprei nada em restauração ou prontos a comer.

 

Com a factura da luz recebi mais um talão de desconto de 7.16€ para compras no supermercado. Ontem comprei um livro com 50% desconto na Wook (40%+10%, vai até dia 15 de Outubro). É um clássico que tinha de aproveitar agora para um projecto de leitura em Dezembro. O livro está a 24€ fora da promoção. Sendo assim, paguei 14.40€. Também precisei de enviar um livro por correio e gastei 0.70€ em portes editoriais. 

 

Estou muito satisfeita com o dia de ontem apesar das compras. Segundo o meu desafio "5+1" só posso voltar a comprar um livro quando terminar de ler quatro. Vem aí o projecto "Ler os Nossos", gostava de adquirir um livro de uma autora portuguesa que ando para ler há uns meses. 

 

Amanhã é feriado e uma pessoa tem mais tendência para gastar dinheiro. Mas claro que vou persistir, quero preparar uma refeição simpática e fazer um bolo.

 

1º dia: zero cêntimos gastos. 

2º dia: 15.10€ cêntimos gastos | 7.16€ ganhos em talão | diferença 7.94€

 

Dica do dia: aproveite os talões de desconto perdidos na mala

 

SEMANA ZERO FORA DE CASA | PRIMEIRO DIA

 

Muito bem, correu lindamente o primeiro dia. É perfeitamente normal, no primeiro dia estou sempre muito motivada para tudo. Levei marmita para o emprego (fruta e pão), tomei o pequeno almoço em casa. Almocei em casa a comida já pronta no dia anterior com muita salada. A sobremesa foi uma fatia de bolo de aniversário do dia anterior. Durante o lanche levei para o escritório cereais de mel com leite vegetal. Antes do curso comi a sopa de feijão feita durante o almoço com feijão seco já demolhado na noite anterior. Levei dois salgados para o curso, mas só comi um. Bebi os café todos no emprego. Antes de dormir bebi o meu chá de lavanda mesmo com um calor terrível naquela casa. Depois do curso fui comprar pão quentinho para o pequeno almoço de hoje. Vamos!

 

1º dia: zero cêntimos gastos. 

 

Dica do dia: faça feijão seco, é mais saudável e compensa mais em relação a preço e quantidade. 

ESTOU EM CHOQUE COM O PREÇO

Os meus amigos costumam dizer que um dia os meus filhos me vão pedir uma PS no Natal. Se calhar é comum os miúdos passarem por isso. Nunca tive uma, também nunca senti falta. Muito menos agora com telemóvel, computador, internet e mil redes sociais. Eu sinto que a PS vai falecer daqui a uns aninhos e os miúdos vão deixar de jogar estas coisas para jogar online na cidade (lembram-se da febre dos pokémon?) com o telemóvel na mão. Um dia as mãos transformam-se em telemóveis e as senhas wi-fi passam a estar disponíveis. A internet será gratuita para o mundo inteiro.

 

Quando vi o preço da PS e dos respectivos jogos fiquei de boca aberta. Não fazia ideia que os pais gastavam quase um ordenado para comprar uma PS. Meu rico subsidio de natal. Não me vejo a gastar tanto dinheiro num presente. Forreta, oiço. Talvez. Nunca tive uma PS e estou aqui viva da silva. Nem odeio os meus pais por isso. Talvez os meus filhos me odeiem o resto da vida ou acabe por ceder às chantagens emocionais. O futuro promete. Continuo em choque com os preços, 400€ dá para pilhas e pilhas de livros.

 

O Natal está a chegar e já começo a pensar nos presentes. Ando a comparar preços e a ver as promoções. Três meses é tempo suficiente. Concordam? Nem mais nem menos. As sugestões no nosso grupo de Poupança são presentes artesanais (azeites aromatizados, blocos e cadernos), velas, compotas, albuns de fotos personalizados, porta chaves,...). Brevemente mais sugestões com bons preços, não percam. 

 

Para vales de compras Worten clica na imagem 

 


BALANÇO | POUPANÇA E FINANÇAS

Faltam três meses para terminar o ano. Está na hora de fazer balanço das minhas finanças e poupanças. Levar as mãos à cabeça e calcular o que ainda preciso de poupar ou alterar.

 

via GIPHY

 

Vamos lá.

 

Finanças

Fiz as pazes com as finanças. Somos amigas outra vez. Vi a minha dívida ser perdoada e poupei uns valentes euros. Não podia ter ficado mais agradecida com esta situação. Foi uma excelente lição e aprendizagem. Aprendi bastante a este nível, tudo pago e tudo perfeito. Vou começar a controlar o site quinzenalmente de forma a evitar eventuais sustos.

 

Cartão de Crédito

O cartão de crédito está com a dívida saldada. Nem um cêntimo por pagar. Não faço intenções de usá-lo futuramente. Ontem vi descontado um valor de 4€ na minha conta devido ao cartão de crédito. Tenho de verificar se é um valor mensal por ter o cartão. Sempre fui um bocadinho despistada com essas coisas. Casa seja um valor mensal vou cancelar o cartão. É um valor alto e ao final do ano acaba por cerca de 50€ por algo que não uso. 

 

Conta Poupança

Abri uma Conta Poupança Aforro no meu banco. O dinheiro está a ser guardado mensalmente e tem corrido bem até ao momento. No mealheiro coloquei o dinheiro das vendas que eu fiz (Kobo, por exemplo) mas pretendo juntar este dinheiro à conta poupança de forma a receber juros.

 

Dívidas

Saldei duas grandes dívidas que mantinha desde o inicio do ano e não podia estar mais satisfeita. Tenho a decorrer o crédito do carro que pretendo pagar assim que juntar o dinheiro. Quero saldar as dívidas com o maior valor de TAEG (é um ótimo indicador para comparar o custo total de um crédito pessoal porque, para além de incluir encargos com juros, despesas de processo e comissões, engloba igualmente os custos do seguro do crédito. Assim, num crédito pessoal, automóvel ou com outra finalidade, é definitivamente esta a taxa que deve analisar para comparar custos entre instituições). 

 

Telecomunicações

Alterei os tarifários e estou a poupar vários euros mensalmente. O meu plano é o mais barato do mercado em Portugal. Comprei um telemóvel mais barato em vez de optar por uma marca muito cara. 

 

Compras

Diminui drasticamente as compras, dei continuidade a tudo o que aprendi nos anos anteriores.

A pouca roupa que comprei foi em França em grandes armazéns. Assim como o único par de ténis. Gastei alguns euros no IKEA para alterar a decoração do quarto. Foram cerca de 50€ (almofadas, tapete, plantas,...). Investi em produtos de make up na altura dos saldos: base correctiva (2 em 1), máscara de olhos, serum anti age, óleo enriquecedor e água micelar. Nisto estou muito poupada porque só compro produtos quando algum termina. Também deixei de comprar certos produtos e não sinto falta. Poupo vários euros desta forma. 

 

Em relação ao meu maior vicio, os livros, saí-me lindamente. Foi realmente a minha grande evolução. Não deixei de comprar livros, mas em vez dos trinta ou quarenta que comprava num evento como a Feira do Livro comprei cinco. Não cedo facilmente às promoções e campanhas quando não pretendo de todo ler os livros de imediato. Criei os desafios 5+13+1. A minha lista de desejados continua a ser contida e racional. 

 

Desafio 52 semanas

Correu bem até ao mês da viagem a Paris. Depois optei por colocar o dinheiro numa conta em vez de estar num mealheiro sem juros. Está a correr melhor do que esperava. 

 

Geral

Fui várias vezes a restaurantes este ano. Só me arrependo de uma única vez porque gastei muito e comi super mal. Foi numa visita a São Martinho. Comer bem continua a ser um dos grandes prazeres da vida e com as poupanças acabei por ter mais espaço de manobra para ir a restaurantes com a minha família. Evito de todo visitas a pastelarias e prefiro beber o meu café em casa assim como levar marmita para o emprego. Ainda preciso de melhorar as minhas visitas ao supermercado. Compro várias coisas desnecessariamente porque adoro experimentar produtos novos. Continuo só a comprar produtos em promoção quando preciso de escolher. Também deixei de efectuar compras mensais no supermercado e optei pelas compras quase diárias. O meu saldo para as compras no supermercado acabou por render mais e chegar até a final do mês em algumas alturas. Somos quatro em casa, mas fazemos uma boa gestão do dinheiro. Anoto tudo, estou atenta e perdi o medo de espreitar o saldo do multibanco. 

 

Grupo no Facebook | poupança 2017

contactoclaudiaoliveira@gmail.com

queremlaver.blogs.sapo.pt

@ClaudiaOSimoes