Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Querem lá Ver

[boas energias] [<3] [poupança]

Querem lá Ver

[boas energias] [<3] [poupança]

Dezasseis dias recompensadores

 

 

Gravei um vídeo para o meu canal literário "A Mulher que Ama Livros" onde mostro o meu bullet journal. Talvez faça outro vídeo e um post sobre ele com mais detalhes. Depende do interesse. Estava a pensar fazer um especial "Dez dias de planeamento e organização". O que acham? Podíamos tentar organizar-nos em conjunto. Ganhar hábitos. Ou até ganhar hábitos de leitura para quem não tem e precisa. São ideias. Gostaria de saber realmente o que pensam do assunto. Vale a pena? Eu tenho as minhas técnicas e adoro partilhar estas coisas. Sempre fui organizada em vários factores da minha vida, mas também preciso de alterar algumas coisas. Ando a fazer por isso. Não gosto de me lamentar, gosto de concretizar e mudar a estratégia quando está a correr mal. Têm sido dezasseis dias muito bons nesse sentido. Já fiz meia dúzia de coisas que achava complicado fazer. Pequenas vitórias, grandes recompensas. O que mais me deixa satisfeita é ignorar as más línguas e seguir o meu próprio caminho. Não ceder, fazer sempre por mim e para mim. Haverá sempre alguém que não entende o nosso caminho por ser um caminho diferente. A verdade é essa. 

 

Podem ver o vídeo AQUI

Como está a correr o armário cápsula?

DSC01493.JPGDSC01501.JPGDSC01505.JPG

DSC01494.JPGDSC01506.JPGDSC01509.JPG

 

 

 1 calças de ganga

1 macacão comprido

1 macacão curto

1 saia prateada

1 colete de pêlo

1 colete de brilhantes

1 camisola cinza

1 camisola bege

1 camisola preta

1 camisola bordeaux

1 calças pretas

1 camisa aos xadrez

1 casaco riscado

 

 Treze peças em seis conjuntos. 

 

O armário cápsula está a ser um desafio interessante. Seleccionei várias peças chaves e repeti peças ao longo da última semana. A ideia é pegar nas mesmas peças e fazer outros conjuntos na próxima semana. Será que consigo? Claro que o meu guarda-roupa tem mais roupa, mas quero perceber até que ponto uso a minha roupa. Quero entender até que ponto precisava de muita roupa para me sentir feliz ou satisfeita. Talvez uma peça me transmita autoconfiança. Quantas vezes me olho ao espelho e gosto que vejo? Escolho a minha imagem para sentir-me bem, nunca para agradar terceiros. Sentir-me bonita com uma determina peça pode fazer o meu dia diferente (consequentemente a minha atitude). Mas não são com certeza cinquenta peças a trazer esse efeito na minha vida. Talvez sejam apenas algumas e se calhar devia escolher somente essas. Ou, começo a acreditar, não é a roupa, sou eu. É a minha atitude perante a vida.

 

Divagações à parte. Nesta semana entendi que eu continuo a não gostar de ver-me com calças de ganga. Guardei apenas duas, mas estou tentada a não ficar com nenhuma. Talvez as boyfriend, ainda não sei. Sinto-me bem com calças e roupa larga em baixo ou simplesmente de calções e/ou saia. O macacão preto e branco fica-me super mal. Tenho de doar. Não largo o meu colete de pêlo por nada desta vida. 

 

Adoro ter as minhas gavetas organizadas, quase vazias. Consigo ver a minha roupa sem problemas e escolher com rapidez e eficiência. Já disse ao marido que quero tirar o guarda-roupa do quarto. Ele achou a ideia estranha. Depois abordei o assunto e expliquei-lhe melhor as vantagens do minimalismo e ele apoiou. Ainda estou a ponderar no que vou fazer com mais calma. Se calhar, vou ceder o guarda roupa ao marido. Até agora cada um tinha o seu. O que é completamente desnecessário depois da limpeza que eu fiz. 

 

O desafio vai continuar. Vamos a isso. 

Gratidão

330112d11972496a387463edfdeace24.jpg

Gratidão pelas pessoas que passam por aqui. Todos os dias o número de visitas aumenta, consequentemente recebo mais feedback. Vocês são umas inspiração para mim. Saber que alguém recebe com carinho as minhas palavras é muito bom. Obrigada.

Internet, extras e telemóvel

96ed90d92038679ea67c3019061c37b6.jpg

 

Internet e extras

Estou muito satisfeita comigo mesma. Decidi cancelar a minha internet banda larga. Tinha um gasto de 14,50€ mensal e procurar outro serviço. Como não tinha nenhuma fidelização bastou ligar para o apoio ao cliente. Mas eis que eles me oferecem um serviço superior por apenas 8,75€. Fiquei mega satisfeita. Estava quase a adicionar um extra para utilizar as redes sociais. Outra coisa, cancelei o serviço da Netflix. Estava a pagar 9.99€ na factura do meu serviço televisão+internet. Conclusão, vou poupar no próximo mês cerca de 15.75€. E como estou a terminar outro crédito no valor de 25€ no final deste mês e não vou meter-me noutro no mesmo valor quer dizer que tenho 40.75€ de poupança todos os meses. Não é incrivel? E para onde vai esse dinheiro? Poupança! Faz de conta que continuo a pagar. 

 

Vale a pena rever os contratos com as empresas de internet e redes móveis. 

 

Telemóvel

Ontem tive a notícia de que o meu Iphone não tem arranjo. Na loja dão-me um novo por mais 500€ euros. Mas meti-me a pensar? Preciso mesmo de um Iphone novo? Ou é apenas um capricho? Pensei muito. Eu adoro a marca, mas será que não posso esperar mais um pouco e concentrar-me nas minhas poupanças (viagens, cursos, saúde)? A balança pendeu obviamente para as poupanças. Desta forma acedi a um site de venda de telemóveis com bom feedback e qualidade de imagem de marcas menos conhecidas e fiz a minha encomenda. Foquei-me em duas coisas, capacidade de memória e ecrã grande. Paguei muito pouco e poupei muitos euros. Estou contente pela minha capacidade de não ceder e continuar focada. 

 

É importante abrir mão de alegres luxos para atingir objectivos. 

 

 

Como organizo as minhas leituras

Instasize_0111131721.jpg

Instasize_0111131741.jpg

Instasize_0111131657.jpg

 

 Organizo as minhas leitura concluídas de forma muito simples. Num caderno liso. Gosto de fazer uma tabela. Este ano optei por acrescentar mais tópicos porque senti necessidade de obter outros elementos para os meus resumos e estatísticas. 

 

Número: vou escrevendo algarismos por ordem crescente.

Título: coloco o título do livro.

Autor: coloco o nome do autor.

Nacionalidade: coloco a nacionalidade do autor. Adoro diversificar neste campo. 

Mês: o mês a que corresponde a leitura do livro.

Páginas: o  número de páginas para somar no final do mês. Gosto de saber, curiosidade apenas. 

F/M: se o autor é mulher ou homem. 

Projecto/desafio: o desafio ou o projecto para o qual li o livro ou as minhas hastags (ex.leiamulheres).

Inspiração/Recomendação: onde encontrei este título? foi sugestão de alguém? ou li porque simplesmente gosto da autora? é onde coloco essa informação. 

 

Estes dois últimos elementos acrescentei este ano. Sempre que termino uma leitura preencho este quadro. No final do mês é mais fácil para mim fazer o resumo e descobrir o que falta ou ando a ler. 

 

Adoro dar prioridade aos livros escritos por mulheres, não ficção, clássicos e autores portugueses. Posto isto, gosto de anotar com uma cruz tudo o que vou lendo dentro destas categorias. Podem optar pelas vossas preferidas. 

 

E vocês? Como organizam as vossas? O que acham desta tabela? Partilhem! 

Como planeio o meu dia

 

 

 

Primeiro faço-o mentalmente. Ao longo do dia vou pensando no que quero fazer no dia seguinte. Blog, canal, ginásio, refeições e casa. Depois quando tenho um tempo livre escrevo na agenda os itens principais. Este passo é muito importante, não vivo sem estar tudo anotado na minha agenda.

 

Se pretendo escrever um texto para o blog escrevo a ideia geral. Para o canal a mesma coisa. Se preciso ou não de gravar um vídeo. Faço questão de pensar nos livros e nos filmes que quero ler e ver. Em relação ao ginásio só preciso de saber se é dia de ir ou não. Se a vida permite. Não penso se tenho vontade, porque isso não é discutível. É para ir. Refeições é só tentar fazer o prato durante a hora de almoço e deixar pronto para o jantar. Caso não seja possível, verifico o que existe na dispensa  e no frigorífico e tento guiar-me por aí. Às vezes, apetece-me uma receita nova, folheio os livros e escolho. Normalmente, faço isso nos dias que preciso de ir ao supermercado. Só vou em caso de muita necessidade, quando estão em falta vários ingredientes. Em relação à casa, um grande conselho que vos posso dar é o seguinte: loiça lavada, cama feita. Sempre! Sério. Ajuda imenso. No final do dia verifico a agenda outra vez para acrescentar o que preciso. Escolho a roupa que vou vestir no dia seguinte. Penso na marmita que vou levar para o emprego. Faço a mala do ginásio. Deixo a roupa dos miúdos pronta também. De manhã, já sei o que preciso de fazer quando começa o dia. Já tenho metade do dia planeado, a minha mente e as pernas fazem o resto. Começo o dia quase sempre da mesma forma. Uma boa rotina matinal é importante para uma boa gestão do tempo. Só depois do horário laboral é que gosto de quebrar a rotina esporadicamente.

 

Conclusão:

- pensar antes

- anotações 

- rotina matinal

- preparação antecipada

- loiça lava e cama feita

 

Estas são as minhas técnicas de planeamento diário. Utilizo estas técnicas há tanto tempo que acabaram por enraizar em mim. 

Resultado | Um dia sem internet

 

Como combinado, fiquei o dia de ontem sem ir à internet. Desliguei os dados e esqueci-me do telemóvel. Aliás, este fim de semana estive offline a maior parte do tempo. Preciso de contar o meu dia 'one day, stop net'. 

 

Recebi visitas, então estive realmente ocupada. Aproveitei a presença das visitas para conversar, comer e distrair-me um bocado. Ainda acabei por brindar aos meus 32 anos. E reflecti muito sobre as pessoas que estão próximas, mas infelizmente não temos mais ligação. Ou sobre as pessoas que estão próximas, mas acabam por estar mais longe do que as pessoas que estão de facto longe. Isso perturbava-me bastante no passado, mas acho que fiz uma limpeza mental. Defini o lugar de cada um. Parei de criar expectativas em relação às pessoas. Lutei muito comigo mesmo no passado em relação a isto, mas agora sinto-me totalmente em paz.  

 

Fiz uma limpeza à casa também. Ao meu quarto mais propriamente. Todas as gavetas foram despejadas directamente para o contentor do lixo. As caixas de papelão fechadas foram abertas e tiveram o mesmo fim. Escolhi peças de roupa para doar. Mudei o ambiente do meu cantinho de leitura e escrita. Destralhei. Cada coisa no seu devido lugar. Depois fui ao armário dos sapatos e fiz igual. Sacos cheios para doar. O meu armário cápsula ficou um bocado maior do que o inicial,mas super completo e versátil. É na verdade um armário para mais meses. Estou encantada com o resultado. Não quero mais roupa, nem calçado nesta casa até à próxima estação. Limpei tudo, disse adeus a peças que só guardava devido ao seu valor afectivo. Não doeu nada. Oh liberdade! Ainda tenho mais para fazer destralhar, mas não havia tempo para tudo. Um dia e um passo de cada vez. 

 

Comecei a ler o livro 'Menos é Mais', da Francine Jay. Foi um presente muito querido. Estava cheia de vontade de ler e entender melhor todo o conceito do minimalismo. Falarei mais sobre o livro quando terminar. Estou a gostar bastante! Por falar em livros, li bastante durante o dia de ontem. Vi o documentário e séries. Foi tão produtivo.

 

Estive com a minha família, foi um domingo cheio e pleno. Sem o stress que a internet deposita em mim. Sempre tão exigente de tempo e atenção. Sempre tão preocupada com a vida dos outros. Sempre tão ligada ao número de likes e seguidores. Sempre tão desesperada por respostas rápidas.

 

No próximo domingo volto a repetir. Fora de casa, de preferência. Experimentem, sobretudo quando pensarem que não têm tempo para isto ou aquilo. 

Planos para o fim de semana

'One Day, Stop Net'

- Ver o documentário 'Minimalism'

- Ver dois episódios da série Twin Peaks

- Organizar o armário cápsula e tirar as fotos das peças escolhidas

- Terminar de ler um livro

- Começar ou preparar o 'Morning Pages'

- Começar a ler um livro sobre minimalismo

- Organizar a semana seguinte

 

São algumas das tarefas que pretendo fazer este fim de semana.