Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Querem lá Ver

Um ano sem comprar roupa transformou-me

Querem lá Ver

Um ano sem comprar roupa transformou-me

8/365

por Cláudia Oliveira, em 30.11.15

IMG_4894.JPG

IMG_4892.JPG

IMG_4893.JPG

No domingo só consegui sair uma hora. Com o miúdo doente é impossível ficar longe dele. Fui só beber aquela bebida quente e ler um bocadinho ao som de chávenas e pessoas. Uma grávida precisa de caminhar um bocadinho, sobretudo na reta final.

Misturei peças que não tem nada a ver com nada. Flores com padrão tigre. Acho que se fosse hoje não tinha conjugado a camisa com estes calções. Sem a aprender. Tenho outras mil oportunidades. Estes calções foram muito usados durante a primeira gravidez. Estão tão largos na zona da cintura. Ainda consegui estragar algumas peças à conta disso. Mas sempre foi mais vantajoso do que comprar roupa de grávida. Acho que ainda têm solução se forem ao costureiro para colocar um elástico novo. As botas são confortáveis e também uso bastante. Este casaco é um dos meus preferidos e foi uma pechincha na altura. Lembro-me que esperei vários meses até ficar barato e consegui por um preço muito justo na Pull&Bear. 

Depois troquei a roupa pelo pijama e passei o dia entre remédios e mimos. Volto logo com o conjunto total black de hoje. 

7/365

por Cláudia Oliveira, em 30.11.15

IMG_4824.JPG

IMG_4822.JPG

IMG_4823.JPG

Bom dia, boa semana para todos. Tem estado um frio insuportável, não é? 

No sábado precisei de ir à biblioteca. Lembrei-me que tinha este vestido quentinho de malha no fundo da gaveta. Foi só calçar as sapatilhas (eu não disse que elas iam regressar?) e sair. Ah, aproveitei para estrear o meu cinto da Berska, a última compra antes deste desafio. Meti na cabeça que um cinto ia ajudar-me muito durante os 365 dias. Quem sabe. 

 

6/365

por Cláudia Oliveira, em 27.11.15

IMG_4707.JPG

IMG_4708.JPG

 

IMG_4705.JPG

Querem superar a vontade de comprar roupa nova? Façam um corte de cabelo novo. Resulta! Juro! Com a Black Friday em todo o lado estava cheia de vontade de gastar dinheiro. Nada de especial, só uma coisa aqui e outra ali. Mas claro, não ia desistir na primeira semana, não é verdade? Marquei cabeleireiro às cinco da tarde e fui cheia de vontade de pintar o cabelo de cinza. Exactamente, cinza! Mas o mesmo não foi possível.Demorava imenso, podia fazer mal ao bebé e ainda tinha vários fios de cabelo com a tinta preta. Tinta preta demora para sair. Então vai de cortar o máximo de tinta preta, pintar de castanho escuro, ajeitar a franja e fazer uma madeixas caramelo só para dizer que pintei e mudei um bocadinho da cor. Pronto, a vontade de comprar roupa nova passou e de repente a roupa "velha" passou a "nova". Por enquanto... 

 

Quis apresentar esta semana as minhas cores preferidas. A semana não acabou, ainda falta o preto que é a cor número um do meu armário. Rosa foi a escolhida para esta sexta feira, queria uma coisa fofinha e quentinha. Cá está, camisola da Zara que mais parece um vestido. As mesmas botas de ontem com pêlo. E um colar que a minha cabeleireira me ofereceu ontem depois de pagar. Doeu tanto passar o cartão. Sobretudo porque resolvi trazer um conjunto de champô+condicionador com um valente desconto. Acredito que vá durar muito tempo e já avisei lá em casa que o champô é só para eu usar. Não há o marido querer experimentar na sua farta cabeleira. Ele é careca, seria um desperdício. E os produtos são para cabelos pintados. Tão depressa não regresso ao cabeleireiro. Até lá a ideia de pintar de cinza desaparece. 

 

Bem, desejo um bom fim-de-semana a todos os que passam por aqui e acompanham esta aventura solitária e poupadinha. Regresso na segunda-feira. Não costumo ter vontade de ligar o portátil no sábado e no domingo. O resumo geral faço no final do mês, se lá chegar. 

5/365

por Cláudia Oliveira, em 26.11.15

 

IMG_4491.JPG

 

 

IMG_4401.JPG

 

IMG_4411.JPG

Aqui usei a técnica da camisa aberta. As camisas lá de casa já não fecham e uma pessoa tem de se ajeitar como pode. Estou de cinzento, excepto o calçado. Só peças básicas e largas. Era o que apetecia. Umas das minhas peças preferidas são as saias compridas, tenho uma de cada cor (cores básicas). Uma saia comprida com uma camisola por cima está feito. Para calçar optei por umas botas que tenho há uns valentes anos. São do mais confortável que há e lembro-me delas raramente. 

 

Ainda não contei ao marido sobre este projecto. Vou esperar dois meses antes de revelar o que faço todos os dias à hora de almoço em frente à câmara. Acho que ele não vai acreditar que vou conseguir, sabe que vem aí os saldos e vou espalhar-me ao comprido. Veremos, veremos. 

 

 

 

4/365

por Cláudia Oliveira, em 25.11.15

IMG_4364.JPG

 

 

IMG_4363.JPG

 

IMG_4360.JPG

 A ideia era vestir branco dos pés à cabeça mas não quis sair à rua de boneco de neve. Com esta barriga e o nariz vermelho era certamente o que ia parecer. Por isso é que usei as calças de um tom claro em vez de uma peça branca. A mala amarelo mostarda também serviu para alegrar um bocadinho a mulher de branco. A camisola Mango era a mais quentinha e as sapatilhas Nike são as únicas que eu tenho da mesma cor. Vão ver estas sapatilhas muitas vezes ao longo dos 365 dias, até enjoarem. Se não for presenteada até lá, claro. Vem aí o Natal, falta precisamente um mês (cof cof). Ah, meti uns acessórios brancos com apontamentos dourados.

 

Em principio, será a última vez que me vão ver com este tom de cabelo. Isto se eu conseguir arriscar e mudar o tom radicalmente. Marcação feita às cinco da tarde. 

 

3/365

por Cláudia Oliveira, em 24.11.15

 

IMG_4218.JPG

 

IMG_4219.JPG

 

 

 

IMG_4216.JPG

 

Grávida e vestido com bolinhas combinam perfeitamente na minha opinião. Aempre pensei que não o ia voltar a usar, até ao dia em que voltei a engravidar. Cá está ele pronto para ser usado mais uns meses. Tem um tecido muito fininho e não é propriamente o vestido ideal para este frio. Mas lembrei-me que podia adaptar. Coloquei uma camisa azul por baixo e um casaco por cima. Melhor forma de usar os vestidos de verão no inverno. O vestido é da Woman Secret, prometo que volto a ele mais vezes. A camisa é da Blanco, comprei na mesma altura que comprei a camisa verde do conjunto anterior. O casaco quentinho é do ano passado, da Zara. Aproveitei os saldos. Para sentir-me menos bolinha calcei os saltos altos pretos, comprei-os na Primark depois da primeira gravidez porque morri de saudades de calçar saltos altos naquela altura. Aliás, foram três pares num só dia.  

Neste conjunto quis misturar dois padrões (riscas e bolinhas) e azul com preto. Adoro ver azul com preto, mas sei que nem toda a gente acha graça. Assim como bolinhas com flores ou flores com riscas. Eu gosto imenso. O melhor da vida é brincar com a nossa imaginação e arriscar mesmo que o resultado final fique um bocadinho estranho. É nas escolhas que fazemos que colocamos a nossa personalidade. 

Boa terça-feira. Muita energia positiva para todos. 

2/365

por Cláudia Oliveira, em 23.11.15

IMG_4148.JPG

 

IMG_4154.JPG

 

IMG_4156.JPG

 

Já a entrar no clima natalício escolhi o verde e bordeaux para começar esta segunda-feira friorenta. São cores natalícias, não são? Sobretudo se forem usadas uma com a outra. Cá acho que sim.

 

Tenho esta camisa pelo menos há três ou quatro anos. É da Blanco, o que mais gosto nela é a textura e o laço. Acho que ainda não a tinha usado este ano. Com tanta roupa ficou escondida atrás de outras peças, lembro-me sempre dela nesta época. Não há coincidências. A saia é da Lefties, nem sei quando é que a comprei, mas sei que vou precisar de a reformar depois da gravidez. Usei-a tantas vezes na gravidez anterior que alargou na zona da cintura, agora só consigo que ela não caia com um barrigão. Adoro o padrão e não tenho mais nenhuma saia de inverno com este padrão étnico. Acho eu. Tenho de ver melhor. Para continuar com os tons propostos calcei as minhas sabrinas simples da Parfois. Também as comprei durante a gravidez anterior.

 

Para o segundo dia fiz questão de usar peças antigas e perto da minha zona de conforto. Mas estou com vontade de fazer combinações improváveis. Talvez amanhã. 

 

1/365

por Cláudia Oliveira, em 22.11.15

IMG_4085.PNG

 

IMG_4086.PNG

 

IMG_4089.JPG

 

Comecei o desafio num domingo. Para domingo de chuva quero estar o mais confortável possível. Os outros dias também, mas este é aquele dia em que fico quase o dia inteiro em casa e saio pouco. Sobretudo com chuva, que foi o caso. Então usei o meu vestido camiseiro (chama-se assim?) da Zara ao xadrez. Se há padrão que eu adoro é xadrez. Se tiver vermelho vira a minha peça quase preferida. Para completar o conjunto confortável calcei as sapatilhas Nike pretos e brancos. Ténis que só usava para fazer corrida, mas como deixei a corrida um bocado de lado durante uns meses (gravidez é o motivo) achei que os ténis podiam muito bem ser usados em outras ocasiões. Acho que estas sapatilhas vão estar aqui muitas vezes durante 365 dias. Vamos apostar? Já sobre o vestido camiseiro ando a pensar em outras formas de o usar, mas ainda não cheguei lá.

 

Esta barriga é de 26 semanas. O peso já se faz sentir, os saltos altos começam a ficar infelizmente para segundo plano. Eu e o batom temos uma relação de casamento duradoura. Somos muito felizes juntos. Acessórios vão começar a ser usados mais vezes como é o caso destes anéis. Para sair coloquei um lenço colorido para contrastar com o padrão do vestido camiseiro mas esqueci-me dele na hora de tirar as fotos. 

 

Damos inicio ao desafio mais cedo para que no próximo ano (se conseguir concretizar) eu possa comprar uma peça de comemoração no Natal só para mim. Grande final. Tenho de pensar positivo, não é verdade? 

 

Muita força nesta hora. E como diz a bf, "que o anjo da roupa esteja contigo". Comigo, no caso. 

Só para explicar o que se vai passar

por Cláudia Oliveira, em 20.11.15

Com certeza que já ouviram falar na Jojo, do blog Um Ano sem Zara. Ela criou um projecto porreiro e esteve 365 dias sem comprar roupa. Eu sempre tive vontade de fazer algo parecido, decidi que não passava do próximo ano. Aqui vamos nós. São realmente 365 dias sem comprar uma única peça de roupa para mim. Unindo a vontade de poupar dinheiro e usar toda a roupa que tenho dentro do armário sem repetir conjuntos, criei este blog de forma a partilhar a experiência. Somente pela experiência, longe de ser um blog de moda.

 

Portanto, vou actualizar o blog todos os dias com as fotos dos looks usados, assim como a inspiração necessária para continuar sem comprar nada. A ideia não é gastar o dinheiro noutras coisas. É saber equilibrar as coisas. Poupar em roupa e gastar em decoração não é o objectivo. Pretendo realmente poupar e tentar brincar com a minha imaginação na hora de escolher os trapos do dia. Ah, e dar uso aos acessórios, coitados, tão parados nas gavetas. 

 

Neste blog vamos falar de roupa, receitas, desporto, decoração e tudo o que estiver ligado à poupança. Sustentabilidade é a palavra de ordem. Vou ser mãe novamente em Fevereiro, serão quatro meses em casa a criar uma rotina e auto motivar-me para a vida. Quero fazer do ano 2016 um dos melhores da minha vida. Gosto de ter desafios, projectos em mãos. É assim que a minha pessoa funciona. Traçar um plano está sempre na minha mente. Planos a curto, médio prazo. Já tinha tentado um desafio deste género mas na altura engravidei do Gustavo e não foi possível continuar. 

 

Não sei se vou conseguir, mas não custa tentar. Vamos. 

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Tags

mais tags